top of page

Disjuntor e Curvas de Ruptura

Disjuntor

Disjuntor é um dispositivo de proteção utilizado em sistemas elétricos para interromper o fluxo de corrente elétrica em caso de sobrecarga, curto-circuito ou falha de isolamento. Sua principal função é garantir a segurança do sistema elétrico, prevenindo danos aos equipamentos, incêndio e riscos para as pessoas.

Quando ocorre uma sobrecarga, ou seja, quando a corrente elétrica excede os limites nominais do circuito, o disjuntor é acionado e desliga a energia para evitar que os cabos superaqueçam e ocorram danos aos equipamentos conectados. Da mesma forma, em caso de curto-circuito, quando há um caminho de baixa resistência que permite a passagem de uma grande corrente, o disjuntor atua imediatamente para interromper o curto-circuito e evitar danos maiores.

O disjuntor também pode ser utilizado como dispositivo de controle, permitindo ligar e desligar um circuito elétrico de forma segura, sem necessidade de desconectar o cabo a fonte de energia.

Dimensionar um disjuntor e dimensiona-lo corretamente é muito mais delicado do que simplesmente saber qual a corrente do equipamento, circuito ou instalação ao qual se quer proteger, tem que saber exatamente qual tipo de carga será instalada e também para cada tipo de carga foi estipulada curva de ruptura do disjuntor, segue tipos:


Curva B:

A curva de ruptura B para um disjuntor estipula, que sua corrente de ruptura esta compreendido entre 3 e 5 vezes a corrente nominal, um disjuntor de 10A nesta curva deve operar quando sua corrente atingir entre 30A a 50A.

Os disjuntores curva B são usados onde se espera um curto circuito com baixa intensidade, normalmente cargas resistivas, em residências nas tomadas de uso comum, onde a demanda de corrente de partida do equipamento é baixa.

Curva C:

A curva de ruptura C para um disjuntor estipula, que sua corrente de ruptura esta compreendido entre 5 e 10 vezes a corrente nominal, um disjuntor de 10A nesta curva deve operar quando sua corrente atingir entre 50A a 100A.

Os disjuntores de curva C são usados onde se espera uma curto circuito de intensidade média e onde a demanda de corrente para partida de equipamentos é mediana, normalmente cargas indutivas, como motores, sistemas de comando e controle, circuitos de iluminação em geral e ligação de bobinas.

Curva D:

A curva de ruptura D para um disjuntor, estipula que sua corrente de ruptura esta compreendido entre 10 e 20 vezes a corrente nominal, um disjuntor de 10A nesta curva deve operar quando sua corrente atingir entre 100A a 200A.

Os disjuntores de curva D são usados onde se espera uma curto circuito de intensidade alta e onde a corrente de partida é muito acentuada, sendo muito utilizados em grandes motores e grandes transformadores.

Não existe, contudo, disjuntores d

Disjuntor Monofásico



Disjuntor Bifásico


Disjuntor Trifásico

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comentarios


bottom of page